et in arcadia ego

















neste tempo de bonecos recordo-me sempre da sua necessidade de fugir depressa de onde estavam e os pés (muitas vezes eram patas) movimentarem-se freneticamente sem sair do mesmo sítio. às vezes era na fala que isso acontecia. abriam a boca (ou o bico) e não conseguiam dizer nada. coitados dos bonecos! hoje, se não fossem outros bonecos, eu estaria em Lisboa a assistir ao concerto dos Arcade Fire. estaria?

1 comentário:

O Guardador de Estrelas disse...

"et in arcaadia ego" titulo de dois quadro de Poussin.
Gosto dos Arcade Fire. Smile.
Bjs

preciso de mais dias